Fiscalidade e Contabilidade

EBITDA: o que é e como se calcula?

por Mariana Gomes | 12 Agosto, 2020

Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization. O EBITDA é um dos indicadores mais importantes na análise de desempenho e valor das empresas. Este conceito mostra quanto a empresa consegue gerar de lucro, sem considerar outros efeitos financeiros. Estes efeitos são, como o nome indica, os juros de dívida, os impostos, as amortizações e as depreciações.

 

O EBITDA ajuda a analisar a evolução da produtividade e da eficiência ao longo dos anos. Estas análises são feitas com base, exclusivamente, nas atividades operacionais da empresa, não incluindo investimentos financeiros, empréstimos ou impostos.

Ou seja, este indicador mostra o lucro operacional bruto, cujo valor é útil para determinar, por exemplo, se um projeto se pode tornar lucrativo ou não.

 

Quando o resultado do EBITDA é positivo, o projeto será, em princípio, rentável. Mas o que é, realmente, o EBITDA? E como se calcula?

 

O que é o EBITDA?

 

O EBITDA começou a ser usado pelos analistas, na década de 70, como uma medida temporária para avaliar o tempo que seria necessário para que uma empresa desenvolvesse o seu negócio, numa perspetiva de longo prazo. Ao excluir os juros das dívidas e a depreciação dos ativos, os investidores tinham a possibilidade de prever resultados futuros da empresa, considerando apenas a atividade operacional.

 

O EBITDA é utilizado como uma forma de descobrir qual é a realidade financeira da empresa, tendo em conta, apenas, a sua atividade operacional. Contudo, por não considerar questões como financiamentos, impostos, amortização ou depreciação de ativos, este indicador não revela a situação completa das finanças da empresa.

 

Porque se calcula?

 

Usado para medir a produtividade e eficiência do negócio, o EBITDA não assegura, contudo, que um projeto vai ser rentável. No entanto, um EBITDA negativo significa que a operação da empresa não está a ser rentável. Assim, este indicador permite saber se o projeto pode chegar a ser rentável, ou não. Mas, então, qual é a sua utilidade para as empresas?

 

  • Calcula a produtividade de uma empresa

Por não estar dependente de efeitos financeiros, o EBITDA mostra se o mecanismo de uma empresa funciona de forma eficiente.

  • Anula o impacto dos impostos

Dependendo do setor de determinada empresa e do país onde atua, os impostos podem ser diferentes. Ao não considerar os impostos para o seu cálculo, o EBITDA fornece uma boa análise de produtividade da empresa.  

  • Permite fazer uma análise objetiva

Este indicador permite saber qual é o fluxo de caixa de uma empresa. Ou seja, mostra uma imagem mais clara e fiel do que a empresa ganha ou perde apenas com a atividade operacional. Isto ajuda na viabilidade de qualquer projeto e da própria empresa.

  • Permite comparar a sua empresa a outras

O EBITDA pode ser utilizado para identificar empresas que sejam as mais eficientes dentro de um determinado segmento de mercado. Isto acontece, porque o EBITDA não é afetado por todos os efeitos externos à atividade operacional: os impostos de cada país ou os custos de amortização, por exemplo.

 

A comparação do EBITDA das empresas concorrentes com a sua, possibilita a análise de competitividade entre elas. Além disso, por ser um indicador universal, é possível comparar empresas de diferentes países. Esta comparação é possível, porque não são consideradas questões financeiras de determinados países. 

 

 

Por ser um método eficaz para calcular a capacidade de produção de uma empresa, o EBITDA é usado por vários investidores. Contudo, o êxito ou o fracasso de uma empresa dependem de muitos outros fatores. Por essa razão, há quem aponte várias críticas à sua utilização exclusiva:

  • O EBITDA não considera as mudanças de fundo de maneio

Por essa razão, sobrevaloriza o fluxo de caixa em períodos de crescimento do fundo de maneio;

  • Pode apresentar erros ao medir a liquidez da empresa

Ao excluir as despesas, não é apresentado um valor real da liquidez, uma vez que este valor depende das circunstâncias de cada empresa (que é o que o EBITDA não tem em conta).

  • Este indicador não tem em conta todas as variáveis

Quando as amortizações são eliminadas, nenhum investimento da empresa é considerado. Por não ser considerado o endividamento da empresa, o EBITDA poderá ter um resultado positivo, indicando a possibilidade de obter benefícios que não são reais.

 

 

No fundo, o EBITDA é calculado para que a empresa possa ter uma ideia simples do que poderia chegar a ser um projeto rentável. No entanto, não é rigoroso para determinar a sua viabilidade real. Para isso, outros aspetos que afetam a empresa e a sua liquidez devem ser tidos em conta.


Como calcular o EBITDA?

 

Para calcular, deve conhecer o EBIT – Earning Before Interest and Taxes. Este conceito representa os lucros antes de juros e impostos. Assim, para calcular o EBITDA, é necessário começar por calcular o EBIT. 

 

O EBIT são as vendas (lucros operacionais), sem considerar os custos e gastos de operação. EBIT = Vendas – Custos – Despesas de operação.

 

Depois de ser conhecido o resultado do EBIT, deve ser usado para calcular o EBITDA, que representa o EBIT somado com as despesas de depreciação e as despesas de amortização. EBITDA = EBIT + despesas de depreciação + despesas de amortização.

 

Ou seja, o EBITDA é o resultado mais puro da empresa e aquele que indica a sua capacidade de gerar benefícios a partir da sua atividade produtiva, sem ter em conta as suas circunstâncias.

 

Por esse motivo, é importante não confundir o EBITDA com a situação financeira real da empresa. Este indicador é uma mera interpretação da possibilidade de um projeto gerar liquidez.

 

Controle a eficiência da sua empresa com o Jasmin

 

Uma das formas mais simples de perceber em que ponto está o seu negócio é a utilização de um software de gestão

 

No Jasmin, acompanha o EBITDA e o orçamento, bem como outros indicadores, facilitando a gestão do seu negócio. Ao recolher informação sobre vendas, inventário, despesas e tesouraria, esta solução apresenta-lhe os resultados na forma de Business Insights. Da mesma forma, liberta-lhe tempo para se focar realmente na atividade e no crescimento do seu negócio. 

 

Por ser um software cloud, o Jasmin permite-lhe aceder à informação em qualquer lugar e a qualquer hora. Além disso, é colaborativo, sem limite de acessos e mantém a sua informação cuidadosamente armazenada e segura.

 

Experimente já o Jasmin Express. 100% cloud e gratuito, é o parceiro que o seu negócio precisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais artigos